4º dia Trilha Inca

Hoje era o dia de fecharmos a Trilha. Iríamos caminhar mais de 6 km e chegaríamos a Machu Picchu. Perto do que já tínhamos feito iria ser uma barbada.

Equipe levantando acampamento

DSCN3232

Nesse dia acordamos as 3:30 e fomos para a entrada da trilha que só abriria as 5:30. Acordamos cedo para os porteadores conseguirem pegar o trem que saia as 5.

Na viagem consegui perder minhas 2 câmeras, menos mal que já tinha baixado a maioria das fotos. Isso não foi problema, tínhamos um fotógrafo profissional, o Elenilton que tirava fotos de tudo e de todos com muita tranquilidade e paciência.

Nosso fotógrafo

DSCN3252

Após 1 hora e meia de caminhada avistamos a famosa Machu Piccho, sem antes é claro sofrer um pouco em uma escada que era necessário muitas vezes escalar de tão íngreme.

DSCN3240

Foto da equipe no primeiro ponto de visão da cidade. Começando da esquerda: Nicolas, Ednílson, Thiago, Frederico, Antônio, Carlos Frederico, Rafael, Elenilton e Andres. 

DSCN3267

Nosso grande guia Gilbert

Realmente Machu Picchu impressiona. A construção realizada com pedras com encaixes perfeitos e tecnologia para suportar terremotos, além de um sistema de irrigação avançado.

DSCN3319DSCN3324

DSCN3298

Ficamos em Machu Picchu até as 11. O Antônio o senhor de 58 anos que tem uma saúde de ferro, ainda subiu a montanha de Wayna Picchu, ou seja, dominou totalmente. Nós íriamos fazer a subida no próximo dia.

Almoçamos e nos instalamos no hotel. Um banho depois de 4 dias no mato é uma bênção. Fomos caminhar pela cidade, descobrimos que tinha um campo onde o pessoal jogava bola lá pelas 4 da tarde, então vocês já podem imaginar o que fomos fazer.

DSCN3344

Depois de 42 km entre subidas que chegavam a mais de 4 mil metros de altitude, eu, Ednílson e o Carlos Frederico jogamos um amistoso internacional em terras peruanas na altitude de 2400 metros, e adivinhem o resultado? Nossa equipe não tomou conhecimento do time peruano e ganhou de forma arrasadora, com destaque para atuação muito técnica do Ednílson e a raça característica do futebol tricolor dos pampas do Carlos. Enquanto nós jogavamos, o Elenilton tomava uma gelada e o Thiago descansava no hotel.

Esse futebolzinho na altitude cobrou seu preço no outro dia.

Anúncios

  1. Em breve, junto com outras amigas de caminhada, embarcaremos nesta aventura. Como foi o treinamento de voces? Nos fazemos parte de uma associacao que costuma fazer caminhada de grande distancia. Por enquanto, a maior delas foi o Caminho Santiago de Compostela, a partir da fronteira francesa Saint Jean . . . Gostaria de saber como foi encarar o soroche? Curtimos muito tudo o que vcs postaram.

    • Oi Angela, todos estávamos com o preparo em dia. A trilha é bem puxada, com muitas subidas íngrimes. O soroche não nos pegou, mas é acoselhado chegar alguns dias antes para se ambientar a altitude. Ainda não fiz o caminho de santiago, pretendo fazer, só que de bike.
      Boa viagem pra vocês!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s